Saudade


Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais...

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Pablo Neruda

4 comentários:

Que lindo esse poema *-*

Beijos.

Tyna disse...

Vejo a saudade como um consolo uma companhia que fica quando quem amamos se vai...
E tem companhia melhor que as lembranças de algo bom, mesmo que não eterno


Beijos linda, estou de seguidora desse canto mágico

Lindo poema!
Realmente, saudade é uma constante na vida das pessoas.
As vezes é uma saudade boa outras nem tanto...
bjox

Adoro Neruda!
Passearei pelo seu blog.
Beijo,
doce de lira