Não Me Atrai e Atrai-me


Não me atraem as palavras rebuscadas...
Não me atrai o status do poeta...
Não me atraem as discussões filosóficas e poéticas...
Não me atrai o champagne sem morangos...
Não me atrai o protocolo do vinho...
Não me atrai a cerveja sem álcool...
Não me atrai o cigarro sem fumaça...
Não me atrai o sexo por obrigação...

Atrai-me a magia das palavras simples...
Atrai-me a audácia do poeta...
Atraem-me as discussões despretensiosas...
Atraem-me os morangos nas borbulhas dos champagnes...
Atrai-me o vinho entre amigos, o vinho entre amantes...
Atrai-me o álcool desinibidor da cerveja...
Atrai-me a fumaça de uma boca bonita. Melhor, a boca bonita...
Atraem-me os beijos da boca bonita a transformar em obrigação prazerosa tudo o que tão somente um único beijo pode reacender...

Eliane Azevedo


http://diariodacinderela.blogspot.com/poema.
http://thageiger.blogspot.com/imagem,

2 comentários:

Oi Elaine! Espero que estejas muito bem de saúde juntamente com os teus.

Belo poema. Dotado de gostosos atraentes. Ótima escolha.

Beijos e uma ótima semana pra ti e para os teus.

Furtado.

Oi Elaine, voce é uma figura amável e encantadora! Por acaso lendo algumas frases e reflexões de Charlie Chaplin, passei por aqui... valeu a pena pelo seu bom gosto e criatividade... desejo muitos e acalentadores beijos for you... Deus te abençoe, criatura!