O Amor Romântico


O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o príncipio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida.


Fernando Pessoa

Fontes:
http://pensador.uol.com.br/texto
http://vilmavida.blogspot.com/imagem

1 comentários:

Malu disse...

Elaine, esta profundidade de Fernando Pessoa.
Um abração