Liberdade


Liberta-me os sentidos presos entre as veias,
liberta-me o sangue que se quebra nas ausências e nas distâncias,
a liberdade dos loucos é a musicalidade dos sentidos,
a liberdade dos sentidos é o despertar dos puros de coração.

Liberdade...

A liberdade dos meus gestos é a imagem do teu rosto,
a liberdade da minha voz é a música do teu olhar,
há liberdade quando o coração desperta na pureza,
ergue-se a fortaleza no reflexo da tua face para lá do meu rosto...

... tanta liberdade e uma só alma para a viver.

Margarete

Fontes:
http://www.luso-poemas.net/poema
http://atelierdejesus.blogspot.com/imagem

1 comentários:

Zil Mar disse...

Oi Elaine....adorei sua visita...suas palavras....

Obrigada!!!!!

Lindo seus posts...amo Clarice....

"tanta liberdade e uma só alma para a viver."

FORTE...INTENSO!!!!!!

bjos e linda tarde!

Zil