Adeus, meus sonhos!


"Adeus, meus sonhos, eu pranteio e morro! 
Não levo da existência uma saudade! 
E tanta vida que meu peito enchia 
Morreu na minha triste mocidade! 
Misérrimo! Votei meus pobres dias 
À sina doida de um amor sem fruto, 
E minh'alma na treva agora dorme 
Como um olhar que a morte envolve em luto. 
Que me resta, meu Deus? 
Morra comigo 
A estrela de meus cândidos amores, 
Já não vejo no meu peito morto 
Um punhado sequer de murchas flores!"


[Álvares de Azevedo]

2 comentários:

Steph disse...

A-M-E-I!

Meryone disse...

elaine!

adorei a pintura e o texto. nao conheço nenhum dos dois autores, nem o poeta nem o pintor, mas adorei

já postei o seu selinho no meu blog e já deixei um comentário no da sua amiga. expliquei-lhe também que nao posso dar a cinco pessoas por questoes de lingua (risos), mas que eu ficava co meu cachorro, que é lindo como spock. como spock com flores (risos)

estou com muito trabalho ultimamente, mas nao quero abandonar de todo o meu blog. si tenho cada dia mais abandonado o fotolog

beijos e carinhos de folerpa