Eu não queria excluir meu BLOG!







Este blog é uma das coisas mais importantes da minha vida. Ele tem quatro anos e nele quatro anos da minha vida. Tenho feito amigos, tenho muitos seguidores e visualização. Amo este blog como a um filho. Por que ele nasceu de mim  e é uma parte de mim. Vi ele crescer e ficar adulto. Contei minhas alegrias e tristezas. Descobertas de poetas e encontro de poemas. Conheci escritores e descobri que também posso escrever. Mas importante disto tudo é que fiz amigos de verdade tão presentes que me dão apoio quando preciso. Meus leitores alguns nem conhecia e conheci a pouco e são pessoas lindas, participo de grupos e ai foi muito bom pra mim ultrapassar certos momentos da vida.

Agora, por que alguém que eu admirava não quer deixar de me seguir por que nossa amizade acabou mal e eu não quero a presença desta pessoa em meu cantinho favorito e ela se nega a sair vou tentar migra pra outra conta e se não conseguir vou excluir este e começar tudo de novo Não posso exclui-lo só bloquear e esta então minha única saída!

Se conseguir migrar deixo o link para cada um dos meus 300 seguidores, pois eles não irão comigo pra outra conta. Sinto muito, muito mesmo mudar meu blog , é como mudar de bairro, cidade, estado ou país e deixar os amigos para trás.

Elaine Crespo

2 comentários:

Maria Tereza disse...

Tudo isso faz parte dessa blogosfera, amiga...dessa forma de comunicação com a qual nos envolvemos e da qual dependemos para mostrar nossas ideias, talentos, sonhos, nossa razão de ser neste mundo.
Não fique triste, blog é igual homem, e homem é igual a biscoito: vai um e vem 18. kkkkkkkkkkkkkkk (ria, amiga...kkk). Olha, que isso te fortaleça, porque o que não nos mata, nos fortalece, já disse Nietsche. Hoje estou mil vezes melhor que antes de me decepcionar: tudo tem um motivo, que talvez hoje vc não saiba, mas daqui a um tempo saberá. Vai por mim. Beijo, querida.

Paty Michele disse...

Tem certeza que vai fazer isso? Duvido que vc consiga os 300 seguidores novamente... Pense bem e veja se vale a pena eprder tanta coisa por causa de uma pessoa apenas.

Um abraço