Saudades: Pai, que saudades


Saudades, 
Das suas mãos grandes 
Que apertavam as minhas ainda pequenas 
Ao caminho da escola... 
Saudades, 
Da sua risada alta, 
Do beijo estalado na bochecha, 
Da sua barba que cócegas fazia e eu sorria, 
Saudade muita saudade do seu olhar, 
Da proteção e segurança que ele trazia e eu nem percebia, 
Das broncas, até as broncas Saudades me traz! 
Ah seu eu pudesse no tempo voltar atrás 
Talvez não refizesse as coisas de novo 
E nem as melhoraria... 
Só aproveitaria sua presença muito mais muito mais. 
Saudades, Saudades e Saudades Pai que saudades você me traz. 
Que você continue o abençoando por tudo que ainda me faz! 

Autora: Simplesmente Sofia 


Fonte: 

2 comentários:

Malu disse...

Este dia nos traz FELICIDADES,mas também para muitos uma grande saudade...
Um grande beijo

Olá Elaine! que lindo este texto que você citou!

é curioso como, embora sucinto e sem estender-se muito, ele evocá-nos a pensarmos sobre os valores da nossa própria existência... e o lugar que atribuímos aos diferentes Outros que constituem o nosso lugar no mundo. Realmente, afável.

Espero que estejas tudo ótimo com você; a propósito, tu recebeu o meu e-mail? publiquei um depoimento teu nesta página: http://www.cinefreud.com/p/uma-historia-retro.html
Tuas palavras tem sido sempe edificantes. Bom tê-la por aqui.

Uma ótima semana!

Beijos