Capitão Virgulino Ferreira da Silva, vulgo Lampião

Memorial da Resistência

Virgulino Ferreira, o Lampião
Bandoleiro das selvas nordestinas
Sem temer a perigo nem ruínas
Foi o rei do cangaço no sertão
Mas um dia sentiu no coração
O feitiço atrativo do amor
A mulata da terra do condor
Dominava uma fera perigosa...

Zé Ramalho e Otacílio Batista

Fontes:
http://letras.terra.com.br/letra
Wikipedia.org/imagem

3 comentários:

Rô... disse...

oi Elaine,

que homem porreta!!!
pena que molhou sua vida
com muitas gotas de sangue...
preço alto para se tornar reconhecido...

beijinhos

Malu disse...

Amiga, espero que tudo esteja bem consigo, agora.
Deixa eu lhe falar - seu blog da Audrey deve estar com um problema, pois toda vez que abro vem um aviso de virus na página.
E olha que eu adoro aquele espaço!!!
Beijinhos

O amor subverte o perigo!
Lá onde vive o amor,
não sobrevive o medo...