Eu só queria ser FELIZ!



Eu não sei o que me acontece de vez em quando, me bate uma tristeza e viver vai ficando difícil. Queria sentir novamente a verdadeira felicidade, aquela que te faz acordar sorrindo e olhar encantada para sol ou a chuva. O prazer sentir passar o dia , de ter amigos por toda parte. Ficar entusiasmada lendo um livro ou vendo um filme. Brincar com meu cachorro, com meus filhos, sair pro cinema . Ontem ganhei um presente lindo e nem assim estou feliz.

Meus dias estão só passando e a minha volta procuro algo pra me agarrar . Acho que vou a Londres em Julho e nem este meu grande sonho me faz deixar de sentir este peso no coração. Como se ele tivesse amarrado,  enjaulado ou preso num quarto escuro que tememos na infância. Será que tem cura? Quem souber me diga ou me mostre o caminho . Sei que não tenho motivos, mas me sinto só e com saudades de meu pai, medo de perder minha mãe. Já perdi muito nos últimos tempos. Eu só queria ser FELIZ!

Elaine Crespo

9 comentários:

Ventura disse...

A procura incansável da felicidade vence a depressão... 'Deixe a vida te levar'!
Linda manifestação; muito bom

Lulú disse...

Olá Elaine
Você diz que vive com seus filhos e que seu maior medo é perder seus pais, mas voce sabe que isto mais cedo ou mais tarde vai acontecer e nós temos que está preparada para isso. Deixe o tempo passar e curta um dia de cada vez.
Se organize vá fazer sua viagem e quando voltar vai está com alma nova.
Deus lhe abençoi.
Beijos
Maria Luiza (Lulú)

Boca da Noite disse...

Incrível como sempre perdemos as coisas mesmo. É dá vida? Talvez, mas mesmo assim isso é so matéria que passa mas o nosos âmago não passa, o que sentimos e fazemos e tantas coiasa mais... Trata-se de um texto escrito com muita verdade esse teu.

Beijos querida.

Rô... disse...

oi amiga,

hoje você está comigo,
no somente amor...
é dia de comemorar,
estou te esperando...

beijinhos

Oi Elaine!

Muitíssimo intrigante estes momentos da vida. É curioso porque dificilmente encontramos alguém em que acreditamos que seja capaz de compreender de fato os nossos sentimentos, por mais que a experiência deste outro tenha sido semelhante. É como o encontro com o REAL que o Lacan aborda - aquilo que é mudo, difícil de ser simbolizado. Todos podem ter dias assim, mas o sofrimento é singular. E acredito que quando nos autorizamos expôr o que sentimos - trazer ao SIMBÓLICO - já nos capacitamos de algum modo. É uma oposta! e reflexões podem ser fe grande valor.

Gostei muitíssimo do teu comentário sobre o filme A Igualdade é Branca. É um trabalho brilhante mesmo. Em breve postarei a resneha que falta, "A Fraternidade é vermelha". Muitíssimo obrigado por acompanhar o meu trabalho.

Tudo de bom!
Uma ótima semana!
Beijos

Oie!
Passamos por momentos difíceis e acabamos nos acostumandos a eles. Devemos viver cada dia e tentar ser feliz em cada segundo, sem pensar, sem buscar nada em troca. Perdemos muito tempo com perguntas e deixamos a vida passar.
Aproveite o dia, a companhia, ou apenas aproveite ficar só com vc mesma.
bjux

Gabriela disse...

As vezes antes de dormir eu fico pensando em coisas tristes e logo me dá um aperto no coração. Porém, tento esquecer, imaginando lugares bonitos, com a presença de boas pessoas, e me vendo muito feliz, como se fosse uma meditação. Dá certo!
O jeito é aproveitar a vida ao máximo!!

beijão

ROSA LUNA disse...

Medo... essa palavrinha tão miúda acaba com a gente aos poucos, não tenha medo, tente aproveitar cada momento, e o medo se transformará em prazer...as lembranças não serão de dor mas de risos. Perder infelizmente faz parte do viver, e quem disser que nunca sentiu esse vazio sem motivos, pelo menos 1 vez na vida me ensina como fazer...espero que te encontre sorrindo nos proximos posts, por que você respira e viver já um motivo para sorrir...abraços

Malu disse...

Menina linda, mulher...
Olha, todos nós temos o direito e a obrigação maior de ser feliz...
Fases como essas passam...
Tenha certeza que nada é pra sempre... tudo é transitório neste MUNDO, onde estamos apenas de passagem...
Um enorme abraço