Sentimento Indefinido

Ecos de uma voz desconhecida

Um dia disse em meu ouvido

Que a vida é tão boa quanto eu desejar



Mas às vezes demoro a acreditar

Para entender,

Como tudo pode vir tão rápido

E uma sombra negra

Afastar tudo de mim



Nunca esquecerei daquele sorriso

Do último sorriso

Que hoje, me traz tanta angústia



Não sei o que pensar

Como eu queria poder fingir estar bem

Sorrindo,

Mas não posso

Estou morrendo aos poucos...



De nada adianta,

O tempo nunca vai curar esta ferida

Tudo o que eu desejo

É poder despertar desse pesadelo



A dor me domina

Como se fosse a primeira vez

Tudo o que sinto,

Não sei explicar.

2 comentários:

Olavo disse...

O tempo nao cura feridas realmente...eu penso..eu sinto..
mais sabe que descobri que td doi mais dependendo de mim mesmo..de mais ninguem
Beijos

. disse...

André Agui.
Eu vivo muito nessa questão! Deixo que sigam as estradas, apenas isso.

Bjs