O que Fazer??



Não estou nos meus melhores dias! A tristeza tomou conta de meu coração. As coisas ficam assim de vez enquanto. Sempre quando tenho perdas ou me engano em relação as pessoas. Não sei lidar com este sentimento e não posso fugir dele. Eu sei que ele estar lá fora e talvez aqui ele não consiga me afetar! Das pessoas não sei o que pensar, existem e fazem o seu melhor, eu é que não estou conseguindo lidar bem com elas. 
O desanimo tem sempre o mesmo nome medo e decepção. Quem me importa já pode viver sem mim! E o que quero mesmo é me afasta de tudo que aumente esta sensação. Acho que vou fazer algo por mim,  só não sei o que! O que será isto que estou sentindo?



3 comentários:

Karin Juliana disse...

Olá, moça!

Não te conheço, mas fui atraída pela pergunta no blog da Elaine!

Confia em Deus e põe a sua vida nas mãos Dele... existem situações que só assim pra ter alento...

Beijos e muito prazer em te conhecer.

Meryone disse...

elaine!

eu estou bastante menos na rede do que antes, é certo, mas ainda leo os comentários e tento respostar

estou com muito trabalho e a minha vida académica vai tornar a ser intensa, para além do trabalho real. e que a minha chefa é, por sua vez, a chefa do meu tutor na faculdade. do meu tutor e de todos (risos)

mas eu nao esqueço, simplesmente ando médio desaparecida. e tenho milheiros de comentários e mails sem respostar

sempre que posto algo no blog penso em respostar a todos, mas nunca tenho tempo... :(

o manuel bandeira lembrei-no o outro dia, na víspera das eleiçoes. eu nao voto, por motivos ideológicos, mas na minha galiza voltou ganhar o partido dos caciques (existe a palavra cacique em português), da dereita e eu (já antes) estava desencantada porque a esquerda é pouca, fragmentária e nao serve de nada e, ademais, as três únicas forças com capacidade para ganhar sao os de dereitas, uns socialistas que o socialismo só o levam no nomem e os nacionalistas e eu nao quero votar em nenhum deles. o manuel bandeira e o seu lirismo libertador era adequado...

ve? eu falo e passo por cá. e nao estou apaixoada (risos)

beijos moi grandes

Tatá* disse...

Oie flor cheguei aqui pelo acaso, mas é muito bom poder sentir tanta sensibilidade por entre essas linhas.

Tem dias que tudo parece meio cinza, mas a certeza que o arco-íris sempre volta a aparecer é o que nos motiva a continuar.


"A dor chega em todas as formas possíveis. Nós anestesiamos, sobrevivemos a ela, ou a abraçamos, ou ignoramos. Para alguns de nós, a melhor maneira de lidar com ela é atravessando-a."


Boa Sorte, bjokas e muita luz em seus caminhos!

Tatá*